Descaso: Caminhoneiros ficam sem banheiro e lugar para esquentar comida em Porto

Por Fetrabens | 07 de dezembro de 2021

Compartilhe:

O total descaso no porto da Codesa desafia os caminhoneiros a passarem sequer metade do dia no local. Profissionais apontam que não existem banheiros apropriados e acessíveis, além de serem proibidos de cozinharem no local.

 

A maioria dos caminhoneiros que precisa descarregar chega a ficar 48 horas esperando no porto sem, ao menos, utilizar um banheiro decente, pois no local existe um único banheiro químico para 60 caminhoneiros.

 

O Porto de Capuaba, no Espírito Santo, é administrado pela Codesa, uma empresa do Governo Federal que não dá o apoio que o caminhoneiro precisa para carregar e descarregar no porto.

 

São inúmeras denúncias contra o local que desrespeita veementemente a Portaria nº 1.343/2019, onde o próprio governo não atende às regras emitidas para o ponto de parada e descanso (PPD).

 

Há denúncias também que os funcionários prestam um péssimo atendimento, tratando os caminhoneiros com indiferença e os humilhando, além de não ser permitido aos transportadores autônomos comer fora do caminhão, ato que é respaldado na lei em benefício aos caminhoneiros.

 

Fonte: Brasil no Trecho